01/11/2010

ILU


Quando tu chegou,eu era só mais um,na multidão dos seres.Levava a vida,sem objetivo,ria sem motivo,chorava lagrimas secas.O céu era igual a todos os dias,percebia que chovia,quando suas gotas tocavam a face de meu rosto,na estrada do meu cotidiano.Estudava,jogava bola,sem imaginar o amanhã,era tudo tão simples,terminava de almoçar,e ia dormir.
Só uma coisa sabia,que nasci Colorada,e morreria  Colorada,demais coisas,nem me importava em saber,em conhecer.Eu era uma pedra,em que,tu com seu jeitinho,soube modelar,chegando quase à perfeição desconhecida.Havia sonhos,pelos quais,não havia motivação para lutar.Tu chegou,e mudou tudo em mim,ou apenas despertou o adormecido  das profundezas do meu ser,aonde nunca soube chegar,e tu,em um único momento,foi  e voltou.
Sem  asas,tu me ensinou a voar,sem palavras,tu me dizia o que sentia,contigo,me tornei um ser distinto de todos os outros,não por saber mais,ou do tipo,mas ter tu junto a mim,no momento em alma e coração,no futuro em corpo,alma e coração!

4 comentários :

  1. Eu adorei essa parte : "Eu era uma pedra,em que,tu com seu jeitinho,soube modelar,chegando quase à perfeição desconhecida".
    Comigo já aconteceu algo parecido.
    Foi você mesma quem escreveu esse texto??
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o texto, se for de sua autoria então, excelente!

    ResponderExcluir
  3. Excelente o texto!Minha primeira vez no seu blog e espero poder voltar!

    ResponderExcluir