09/01/2011


Armando e desarmando,
começando tudo de novo,
como das últimas 7 vezes,
porque eu não estou morto.
Sobrevivendo sobre trovões!
Minha ultima esperança...
Vai até meu último suspiro.!
Com minha bengala,
sigo caindo e levantando.
Tatuei em minha alma meus sonhos e 
no meu coração minha fé.
Tenho coletes para tiros perdidos e 
um belo sorriso para uma alma desconhecida.

Não seguir meus sonhos
é como estar morto,
na vida.
Mesmo ninguém me entendendo,
e alguns me criticando.
apenas lhes digo:
- Sabes o que vês? ...
Às vezes és necessário mais que
um olhar para conhecer.! 
Tens que vive-lo,
para senti-lo e
conhece-lo.

It's Never Too Late/Nunca desisto.!















Um comentário :

  1. Paloma, que belo espaço. Teu blog é uma pérola preciosa no meio das pedras de mediocridade da blogsfera. Parabéns pela bela alma que você tem.

    ResponderExcluir