27/01/2012

O Ser em Mim


O que os olhos vê, o coração sente! O que os olhos não vê, o coração sente duas vezes mais! Ele não sentirá mais nada, só quando parar de bater! Só o que engana um coração, é ele mesmo! Só o que machuca o coração, é aquilo que ele produz: Amor! O coração não sangra em lagrimas, o coração faz com que pare de fluir o cérebro. Tortura ele na desidratação, da falta de batimentos!

What’s Happening?
 A vida, a vida esta acontecendo, enquanto eu parei na linha do tempo.
O que vejo, é algo simples. O complicado é nas sombras das minhas longas noites, o composto perfeito da minha imaginação.
O que acontece é que estou viva demais, não estou doente, médico algum me receita morfina, e tudo vem a mim na maior profundidade da palavra, devasta até a minha alma, alucinando e destruindo o meu real. Isso médico algum considera doença, diagnóstica como a mais perfeita vida de experiências; conhecimentos, descobrimentos do ser, de si!

What am I thinking?
Se eu tenho tempo para descobrir o que não entendo. Se estou no tempo certo, se irei chegar lá, se haverá um lá! Se a vida me dará um índice do que irei viver, e uma bola de cristal nas minhas horas de desespero. Se se se eee há tantas dúvidas... Elas irão passar? Claro que não, assim estou pensando. Nem após a morte.

Nenhum comentário :

Postar um comentário