10/09/2012

O Amanhã



                 
                Aprendi que nunca devo duvidar do amanhã. Ele pode ser o amanhã colorido, o dia D desconhecido, planejado para uma surpresa, para pegar de jeito, despreparado.
                Mas ainda não aprendi como não duvidar de mim, quando ele chegar. Em relação com reconhecê-lo, aproveita-lo, não estraga-lo e estar preparado, mesmo estando despreparado. A vida nos trás dificuldades, e devemos aprender com elas. E como saber se aprendi com os testes de matérias desconhecidas, e souber usa-las e aplica-las no momento certo? Eu não sei. Disto tenho medo, de mim, não do que esta a vir. Eu sou meu maior medo.  
               

Nenhum comentário :

Postar um comentário