12/08/2015

Como se todos os muros, aqueles mais cinzentos, estivessem tornando-se pó nas eloquências que me prendiam. As loucuras quebrando as sanidades que um dia foi postulado como o ato de obedecer sem abrir brechas para entrada de novos aires.
Às vezes é bom, mesmo sendo ruim. Se faremos tudo o que possui certeza de consequências positivas, não seria experiências de fato, caminho trilhado. Se em uma vida tudo fosse retilinear, sem por ti mesmo dizer que isso foi ruim ou bom, se gosta ou não, se deves ou não, não há razão para dizer que a nossa vida fora vivida por nós e sentidas até a alma.
  

Nenhum comentário :

Postar um comentário